Viajar para o Marrocos

Você já pensou em viajar para o Marrocos? Considerado um destino exótico por diversos viajantes (pelo menos os mais conservadores), o país oferece experiências incríveis para aqueles que estão dispostos a conhecer uma nação com outra cultura, outra língua e costumes diferentes dos nossos. 

Publicidade

Para ajudar aqueles que decidirem se aventurar pelo Marrocos, preparamos um texto com algumas dicas que vão ajudar a aproveitar o passeio como nunca. Confira. 

Deserto do Saara

Melhor época para a viagem

Publicidade

Por sua localização, o Marrocos pode pegar muitos turistas desavisados de surpresa, já que o país é famoso por suas temperaturas que, no verão, são muito altas. 

Por isso, na hora de escolher o melhor momento para viajar ao Marrocos, avalie também as regiões que deseja conhecer. Isso influencia bastante na decisão, e pode tornar a viagem mais ou menos proveitosa. 

Por exemplo, para os turistas que desejam conhecer a cidade de Marrakesh (a primeira que vem à mente de muitos quando pensam no Marrocos), o ideal é viajar entre os meses de março a junho (quando o país está na primavera) ou entre setembro a dezembro (período do outono). 

Isso porque o verão de Marrakesh é realmente muito quente, com temperaturas acima de 40 graus. Outro ponto é que a cidade está lotada, já que a maioria dos turistas europeus aproveita o período de junho a setembro para se aventurar a este local. 

Já no inverno, o frio da noite, que pode chegar a 5 graus torna a aventura de uma viagem ao país não, digamos, tão aconchegante. 

Como chegar e o que levar

Ao contrário do que os turistas de primeira viagem possam imaginar, viajar até o Marrocos é mais simples do que se pensa. Isso porque existem voos diretos ou com conexão para diversas cidades do país, inclusive as mais conhecidas do público, como Marrakesh e Casablanca. 

Casablanca – Marrocos

Documentos

Embora seja fácil chegar ao Marrocos, é preciso ficar atento ao que levar, para que o turista não tenha nenhuma dor de cabeça durante sua viagem, como o passaporte, por exemplo. O documento precisa ser válido por pelo menos 90 dias antes da saída do Brasil. 

Ao contrário de outros países, o visto de entrada no Marrocos não é exigido para os turistas brasileiros que passarão até 90 dias no país. O mesmo vale para o certificado internacional de vacinação. Cobrado em países como os Estados Unidos, ele não é obrigatório no Marrocos. 

Já o seguro viagem, embora também não seja obrigatório, é recomendável, pois evita gastos desnecessários no caso de uma emergência médica. 

Atrativos do Marrocos

A cultura exótica, as paisagens de tirar o fôlego e a comida deliciosa servida no país não são os únicos motivos que podem levar alguém a querer desbravar esse destino pouco explorado por boa parte dos turistas. Existem outras razões que tornam uma parada no país praticamente obrigatória. Confira as que listamos abaixo

A medina azul de Chefchaouen

A cidade de Chefchaouen é um verdadeiro colírio para os olhos dos turistas, com suas ruas pintas de azul. Patrimônio da humanidade, ela contém edifícios históricos, como o Kasbah Museum, uma antiga fortaleza do século XV. 

Já os amantes do pôr-do-sol não podem deixar de conhecer a Mesquita Espanhola. O local oferece uma vista deslumbrante da cidade, e é perfeito para se contemplar os últimos minutos do dia. 

As ruínas romanas de Volubilis

Para os amantes de história, a cidade de Volubilis é um destino imperdível. No local está um sítio arqueológico do século III a.c, onde é possível ver como era a arquitetura no período em que o Império Romano dominou a região. 

O visitante pode conferir, por exemplo, as ruínas de prédios públicos, templos, palácio, casas e mosaicos. Uma verdadeira viagem ao túnel do tempo. 

Deserto do Saara

Quando se pensa nos patrimônios da humanidade e nos destinos turísticos, o Deserto do Saara é, sem dúvida, um dos destinos imperdíveis para quem está a passeio no Marrocos. 

Além de suas belezas naturais, o turista pode viver experiências únicas no deserto, como fazer um passeio de dromedários, apreciar o pôr do sol ou, ainda, dormir nas tendas marroquinas especialmente preparadas para os turistas, com as dunas como paisagem da janela. 

Além da bela visão, uma estadia no deserto oferece ainda a possibilidade de experimentar a culinária típica e curtir um pouco da música tradicional, além de ter o maior cartão de visitas possível: o céu estrelado do deserto. 

Conhecer a maior mesquita da África

Os apreciadores da arquitetura não podem deixar de fazer esse passeio. Em Casablanca, de frente para o mar, está a mesquita Hassam II, a maior mesquita da África, e uma das poucas que permite a entrada de não muçulmanos. 

O visitante pode conhecer o salão de oração, o hall do Minarete, a sala de Ablução (lavagem do corpo), os hammans e as piscinas, tudo isso com a companhia de um guia. 

Oásis de Tinghir – Marrocos

Conhecer uma Kasbah

Quando se conhece um país, não se pode perder a chance de conhecer a arquitetura típica do local. E para o turista que vai visitar o Marrocos isso não poderia ser diferente. 

Então, um passeio imperdível e que não pode ficar de fora é a visita às Kasbas, casas fortificadas típicas do país e que são construídas de argila, estrume e palha. 

Essas casas estão localizadas no Vale de Dades, Skoura e Ait Ben Haddou, e foram cenário de produções importantes, como os filmes Gladiador, a Múmia e Babel e a série Game of Thrones. A perfeita união de história e cinema. 

Garganta de Todra

Os amantes de ação e aventura não poderiam passar pelo Marrocos sem sentir o gostinho da adrenalina. E isso é possível na Garganta de Todra. O local é um enorme desfiladeiro, localizado na cordilheira do Alta Atlas e cujos paredões alcançam até 200 metros de altura. 

É possível caminhar por dentro das rochas ou, ainda, se aventurar entre uma das mais de 150 rotas de escalada, com diferentes níveis de dificuldade. 

Visitar um palmeiral

Agora, se a ideia é apenas curtir a natureza, a visita aos palmeirais é uma excelente pedida. A região, que dá vida às regiões áridas do Marrocos, contém plantações de tâmaras, bananas e outras frutas típicas.

Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Viajar para Chicago