Turismo no Amazonas

Para uma pessoa acostumada a fazer turismo em cidade, visitar o Amazonas é
algo totalmente atípica, mas não deixa de fascinar a quem vai ao estado, numa
experiência única e são variados locais que você consegue visitar no
Amazonas.

Teatro Amazonas
Construído em 1896, em pleno boom da borracha nenhuma despesa foi
poupada na construção do edifício, foram trazido materiais da velha Europa:
Murano, ferro britânica, cerâmica da Alsácia e assim por diante. Hoje é um dos
poucos edifícios em bom estado de conservação deste passado colonial e
hospeda concertos de ópera e dança. Na cúpula estão as cores da bandeira
brasileira e é feita com 36 mil telhas.

Praça São Sebastião
A praça do centro histórico onde está localizado o Teatro Amazonas é
nomeada dessa forma. Traz algo curioso é que foi aqui que primeiro piso preto
e branco de azulejos foi colocado no formato ondulado. Simboliza o encontro
das águas do rio Solimões e do rio Negro, embora seja o chão mais famoso
seja o que se encontra na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Na área ao
redor da praça existem lojas de artesanato, bares e restaurantes.

Gastronomia e hospitalidade estão entre os itens positivos de acordo com os turistas

Museu do Índio ou centro cultural dos povos da Amazônia
O maior museu indígena da Amazônia e de todo o Brasil. Tem quase 4000
peças feitas por tribos amazônicas como armas, utensílios ou instrumentos
musicais. Trata-se de um arsenal extremamente rico.

Centro Histórico de Manaus
É formado por todas as ruas ao redor do porto. Este é o lugar onde os poucos
edifícios históricos com as fachadas de cor pastel que podem ser encontrados
no país. O mais interessante, com edifícios à parte, é ver a quantidade de
mercados e bancas presentes há nesta área e ainda ver como os vendedores
ganham a vida sob o calor e o sol que afeta a cidade no verão.

Mercado Municipal Adolpho Lisboa
Felizmente, foi restaurado para a Copa do Mundo de 2014 e, junto com o
Teatro Amazonas e hoje é um dos edifícios mais bem preservados de
antigamente do estado. Data de 1880 e dada a proximidade que tem com o
porto é possível ver todo o comércio de peixes da Amazônia. Pirarucú,
tambaquí, pacú, tucunaré ou as famosas piranhas são apenas algumas das
muitas espécies que se pode encontrar neste lugar. Além do comum em

qualquer mercado, há uma área de souvenirs onde se consegue encontrar
produtos da medicina tradicional indígena na forma de ervas e outras formas.

Porto de Manaus
O porto de Manaus em si é uma atração apenas para ver a influência de
pessoas, barcos de todos os tamanhos e todas as empresas vizinhas que
vivem em torno dele. É um porto flutuante, adaptado às enchentes do rio
Negro. Daqui todos os cruzeiros partem para a Amazônia que em vários dias
une qualquer população do rio a demais locais. A área ao anoitecer não é
recomendada.

Encontro das Águas
A leste da cidade rio abaixo se situa o, ponto de confluência do rio Negro, vindo
da Colômbia e do rio Solimões, do Peru. É onde o rio Amazonas é formado,
mas as águas de seus dois predecessores também não se misturam e
permanecem como a água e o petróleo diferenciando um do outro. Por várias
razões isso acontece como as diferentes partículas, densidade e temperatura,
as águas escuras do negro e das marrons dos Solimões. Esses rios não se
juntam por 12 km, dando origem a uma imagem muito curiosa.

Amazônia
Sem dúvida, a maior atração do estado é a beleza da selva. Há uma
abundância de áreas e circuitos para escolher, mas vários dias são
recomendados para a experiência ser boa.

Arquipélago de Anavilhanas
Nem todas as ilhas deste mundo estão no mar. Alguns são encontrados nos
lugares mais insuspeitos, como este grupo de 400 ilhotas, chamado
Anavilhanas, localizado no Rio Negro, a 200 km a oeste de Manaus, Brasil.

Parque Nacional do Jaú
A maior reserva florestal do país e uma área muito preservada. É lugar que a
fauna e a flora em enchem os olhos, mas muito poucas agências vão até local,
mas compensa.
Alguns dos lugares para desfrutar da selva são o Rio Juma, ao sul da cidade, o
no Rio Negro com golfinhos de água doce ou Parque Nacional do Jaú ainda
mais arques que se acham no Amazonas.

Dicas para uma viagem à Amazônia
Quem não está acostumado a viver cercado de 100% da natureza e nada mais,
terá que levar em conta alguns aspectos “desconfortáveis” antes de comprar as
passagens. Vacinas como contra hepatite A, cólera, febre tifóide e malária.

É muito importante também se proteger dos mosquitos, embora seja
complicado pela umidade e pela quantidade deles procurando vítimas quando
o sol se põe, o repelente pode ser popular, mas tem que ser de qualidade para
não falhar.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Turismo em Salvador

Turismo no Chile