Viajar para o Espirito Santo – Onde ir?

A ideia de viajar até o Espírito Santo, certamente já passou pela cabeça de milhares de pessoas. E não é à toa, além das praias, o lugar consegue atrair diversas pessoas por sua beleza natural, com montanhas, natureza exuberante e lugares escondidos em cada canto do lugar mais paradisíaco do Brasil.

Publicidade

As belezas do Espírito Santos não são qualquer uma, e é por isso que está entre os destinos mais visitados do Brasil. Além das praias, a beleza natural do local consegue beneficiar cada cantinho que olhamos, desde o batente de uma porta, até a gramagem nas ruas. É certo de que a experiência vale a pena, mas muitas pessoas não pensam muito sobre o roteiro de viagem quando viajam para um lugar de praia, e acaba fazendo um passeio histórico, e os outros visitando praias. Mas aqui preparamos um guia, com lugares que não podem ser esquecidos em sua viagem para o Espírito Santos.

Como por exemplo, uma das belezas mais estranhas do Espírito Santo, está escondido em um vilarejo que foi encoberto por areia, e possui uma pedra que pode mudar de cor mais de 36 vezes ao dia. Essa é apenas uma das curiosidades que o lugar pode esconder, e deixaremos nesse artigo algum dos lugares que você não pode deixar de visitar, confira:

Publicidade

Parque Estadual da Pedra Azul

Localizado no município de Domingos Martins, o Parque Estadual da Pedra Azul possui ao todo, 1240 hectares, abertos para visitação. A famosa Pedra azul, uma formação rochosa com 1822 metros de altura, é a maior atração do lugar, como colocamos no início desse artigo, a pedra consegue mudar para mais de 36 tonalidades, durante o dia de acordo com o reflexo solar. Esse com certeza é um dos destaques da cidade.

O parque é gigante e pode ser ideal para praticar trilhas, até um lindo mirante. É com certeza uma vista que vale a pena. É muito parecido com o parque da cidade, que todas as cidades possuem, mas a beleza desse, é sem comparação a outros parques. Existem pessoas que aproveitam a vista, outras que preferem sair para fazer uma caminhada ou até mesmo andar de bicicleta.

Itaúnas

Divisa com o Espírito Santo e a Bahia, o lugar conta com um visual incrível. Descoberto por mochileiros em 80, os manguezais e riachos proporcionam uma visita gostosa e cheia de calmaria, exceto por uma parte, o forró que é comum virar dia e noite tocando.

A praia, por outro lado, exibe uma bela disputa, com dunas de areia que chegam a 40 metros de altura, sendo necessário atravessar grandes montes de areia para chegar até o mar. Esse é um verdadeiro conglomerado de coisas reunidas, que com certeza, não pode estar de fora do seu roteiro de viagem até o Espírito Santo.

Ilha de Trindade

Falar em ilha já faz os olhos de qualquer pessoa brilhar. Isso porque o significado de ilha, é praticamente, lugar paradisíaco, e isso significa uma linda vista e uma incrível e mais rica biodiversidade. Para se ter uma ideia, a ilha é a área mais remota do Espírito Santos, e abriga espécies endêmicas, que só existem lá.

O caranguejo-amarelo, o bosque de samambaias gigantes, de até 5 metros de altura, são só poucos exemplos da quantidade de espécies destintas abrigadas na Ilha Trindade, em Salvador.

Mosteiro Zen Morro da Vargem Cachoeira da Matilde

O Mosteiro fica a apenas 90 km de Vitória, na cidade Aldredo Chaves, onde se encontra a mais famosa cachoeira Matilde. Para facilitar, ao visitar a cachoeira, você encontrá-la uma passarela calçada pelos trechos de mata preservada do local. 

O que atrai nessa cachoeira? As quedas d’água com mais de 70 metros, uma das maiores dentro do estado. Infelizmente é perigoso praticar o banho, mas devido à altura, diversas pessoas optam por fazer rapel. E para quem deseja dar aquele mergulho, é possível fazer isso, pouco antes de chegar na cachoeira, a “prainha”, nada menos do que um delicioso rio de água doce.

Falésias de Marataízes

Se trata de uma praia, chamada Praia das Falésias, que conta com paredões íngremes, atingindo alturas de 40 metros. O destino é fácil de acessar, mas leva um tempo de 2 horas, mesmo pela Vila Velha.

O lugar é literalmente paradisíaco. São poucas pessoas que resolver ir tão longe, e não existe uma infraestrutura típica de praias, com quiosques, barraquinhas, vendedores ambulantes e etc. Nada disso, a vista não tem poluição, é um visual completamente rústico, com vegetação e uma paisagem incrível.

Guarapari

Claro que não dá para viajar para o Espírito Santos e não pegar ao menos uma praia. Mas nesse contexto cheio de belezas, não acredito que existam praias que podem ficar de fora, mas já que não dá tempo de conhecer todas, a praia de Guarapari é a queridinha de diversos visitantes, e costuma ter sua areia lotada de turistas o ano inteiro, por isso, não espere uma praia vazia. Se trata de uma cidade do Espírito Santos, que abriga em sua totalidade, 46 praias.

Independente do lugar que for visitar, tire um tempo para cultura

E com isso não queremos dizer, tirar um tempo para andar pelos museus da cidade ou casas históricas. Com isso queremos fazer um convite a conhecer a cultura que está conhecendo. 

Apesar de estarmos dentro do Brasil, existem costumes diferentes em cada estado. No Amapá, por exemplo, as pessoas comem açaí com farofa, arroz e feijão, por ser uma cultura que presa a economia, e em sua parte, possuem baixas condições financeiras.

No caso do Espírito Santos, se faça o convite de conhecer o lugar, e depois conhecer as ruas. Andar pelo centro, não com o objetivo de gastar, mas de conhecer a cultura, de tirar foto com as atrações, de conversar com os moradores, de fazer sua viagem ter outro tipo de riqueza. E depois disso, não é difícil se sentar em um mirante e relaxar curtindo a vista de um lugar abençoado por Deus, e bonito por natureza.

Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Viagem para Paris – O que não perder?

Viajar para Londres – O que você precisa saber