Turismo em Ouro Preto

Ouro Preto é considerado como um típico destino que pode ser visitado pelos turistas em um ou dez dias e que está situada a apenas 100 km de distância de Belo Horizonte. É um excelente passeio que é de bate volta e para os dias que é para se ter um grande mergulho na história ou na arte do Brasil, respirando num período colonial que é brasileiro.

A história dessa cidade também está retratada em suas mesas, que são encontradas nessa cidade de seus bares e os seus saborosos temperos que são das Minas Gerais. É uma cidade que ensina a todo o momento, como o Brasil foi construído.  Há nessa região um clima que é histórico, que pode ser vista em suas fachadas coloniais que cercam essa cidade.

A cidade também é conhecida por ter uma grande jovialidade e por ser um grande polo universitário, preservando uma tradição que é das suas repúblicas e com passeios destinados para o seu circuito religioso, artístico e arquitetônico. Ouro Preto é um destino muito disputado pelos turistas do Brasil. É protegida como Patrimônio Mundial da UNESCO. 

Uma cidade que encanta a todos, muito voltada para o turismo e durante todo o ano recebe muitos turistas. Os seus finais de semana, são sempre disputados e pela presença dos turistas, que não podem viajar para muito longe, devido à pandemia do novo Coronavírus e que estão em busca de uma viagem que seja rápida, mas que querem viajar para uma cidade que é mais tranquila.

Ouro Preto possui fatores que podem influenciar na escolha do seu período para essa viagem e que são estações que são bem definidas, com um período que é de seca e de chuva. As temperaturas durante todo o ano são sempre muito agradáveis e sem um excesso que é de calor ou de frio, em nenhuma de suas estações.

Efeitos da COVID-19 em Ouro Preto  

Ouro Preto, como toda cidade do Brasil, também sofreu com efeitos dessa pandemia em seu turismo, sofrendo impactos financeiros e com a cidade se esforçando para driblar toda essa crise. Contudo, o poder público continuou implantando medidas que são para conter todo o avanço do Coronavírus. Os cidadãos de Ouro Preto também buscaram soluções para esse momento.

A crise afetou os empresários que eram do setor hoteleiro e os pequenos prestadores de serviços, que são os guias turísticos, que são autônomos, os vendedores de artesanato, os donos de restaurantes, bares, lanchonetes e todos os seus funcionários, bem como, os dos museus e das igrejas que ficaram fechadas por alguns meses.

As aulas das escolas e de suas respectivas universidades foram suspensas e muitos de seus alunos retornaram para as suas cidades de origem, contribuindo também para uma diminuição na demanda por bens e de serviços que são encontrados nessa região. Abril e maio foi o ápice dessa pandemia nessa região, que coincidiu com os meses de muitos feriados.

Para aliviar toda essa situação, as autoridades dessa região adotaram muitas medidas que foram paliativas, que foram à distribuição de cestas básicas para as famílias que eram de alunos considerados como carentes ou de baixa renda, da rede municipal de ensino, que foi uma grande ajuda nessa pandemia.

A cidade reforçou a sua estrutura, no município que é considerado como um Patrimônio da humanidade, sendo um dos primeiros municípios de Minas Gerais, a entregar um hospital de campanha, para o tratamento das vítimas desse vírus letal.

As recomendações para quem for visitar essa região é a de que se evite as aglomerações, que fiquem longe de quem apresente algum sintoma de infecção respiratória, lavando as mãos com frequência, tossindo com o antebraço em frente à boca, lavando sempre as mãos com água e sabão ou passando álcool gel ao ter contato com superfícies e as pessoas.

Alguns pontos turísticos para o conhecimento dos turistas

Com o passar dessa pandemia, alguns pontos turísticos já foram reabertos e que os turistas poderão conhecer nessa viagem. Visite em Ouro Preto a sua Praça Tiradentes, que é um ponto de partida para aqueles turistas que desejam explorar essa região. Muito popular e movimentada em toda essa cidade. Fica localizada no coração dessa região mineira.

Essa praça é o local que faz uma homenagem para o Inconfidente Tiradentes, que teve a sua cabeça exposta nessa praça e quando Ouro Preto, ainda era a antiga Vila Rica. No século XVIII, a atual Praça Tiradentes era conhecida como o Morro de Santa Quitéria, servindo de divisão para duas freguesias que eram a de Antônio Dias e a de Pilar.

A pequena cidade de Santa Bárbara em Ouro Preto mantém um ar que é de cidadezinha do interior. Ela surpreende aos seus turistas com um clima que é muito acolhedor e por sediar uma das mais bonitas igrejas de Minas Gerais, que é a igreja Matriz de Santo Antônio, que possui um maravilhoso trabalho que é do Mestre Ataíde no seu forro.

A fundação de Santa Bárbara se deu em 1704 e com uma estreita ligação com o ciclo do ouro, que é uma região, considerada como uma boa parada para os viajantes que estão percorrendo a Estrada Real ou para quem está a caminho do Santuário do Caraça. É cercada por imponentes paisagens que são da Serra do Espinhaço e os seus casarões que são coloniais.

A mina da passagem é vista como a maior mina que é do mundo e que está aberta a visitação, num lugar que é uma verdadeira volta ao passado, logo que, o comércio de Ouro Preto e entre os séculos XVIII e XX, que era voltada para uma busca de metais e de pedras preciosas se fez nesse local. O seu túnel de visitação é muito maior do que as outras minas existentes nessa região.

Acredita-se que de dentro dessa mina e no século passado se tenha retirado mais de 35 toneladas de ouro. Não perca essa visita até Ouro Preto e conheça toda a história que é dessa cidade, que ainda pode ser vista pelos seus turistas. É uma boa pedida essa viagem e que já está aberta para a sua visitação.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Os destinos internacionais que já aceitam os brasileiros

As viagens que já foram canceladas ou adiadas por conta da pandemia