Turismo em Salvador

Salvador é a capital do estado da Bahia e uma das principais cidades turísticas
do Brasil, por isso visitar o município é uma obrigação para conhecer uma
diversidade cultural expressa na mistura de tradições ameríndias, europeias e
africanas.

O que ver e fazer Salvador?
A diversidade se reflete em a gastronomia, folclore e a produção artesanal da
cidade, mas tem muito mais atrações em Salvador.

Pelourinho
O Pelourinho é muito mais que um bairro de Salvador é o centro histórico e
cultural da cidade. Embora seja considerado o centro da cidade, parece estar
separado da realidade. A arquitetura predominante é barroca e contrasta com
as cores das estátuas e os tecidos das lojas de souvenirs que ficam em volta.
Reconhecido como patrimônio da humanidade da UNESCO pelo colorido e
animado centro cultural de Salvador. O Pelourinho tem cor, música, arte, enfim,
vida.

Circuito das igrejas
Outra atração que Salvador oferece é o seu circuito de igrejas, com mais de
350 edifícios, construídos em diferentes estilos. Salvador é uma cidade de
grandes raízes religiosas, evidenciada pelo grande número de igrejas e antigas
capelas, onde os baianos frequentavam a missa todos os dias e a faziam em
uma igreja diferente todos os dias. Os inescapáveis ​​templos são a Catedral de
Salvador, um exemplo majestoso da arquitetura maneirista; a Igreja de Nosso
Senhor do Bonfim, na península de Itapagipe, ricamente decorada neoclássica;
e o Convento de São Francisco, uma das igrejas mais magníficas do país, de
estilo barroco luxuoso.

Praias baianas
As praias de Salvador são compostas por 50 quilômetros de costas cristalinas.
As praias da Cidade Baixa são banhadas pela extensa Baía de Todos os
Santos, enquanto as praias da Cidade Alta recebem as águas do Oceano
Atlântico. As mais famosas são:

Porto da Barra: A única praia na Cidade Alta localizada na Baía de Todos os
Santos, a Porto da Barra é famoso por seu pôr do sol incrível. O pôr do sol é
uma visão rara na costa brasileira, dada a orientação leste.

Farol da Barra: Coroada pela emblemática lanterna que dá o nome a esta praia
que também é rica em história e fica ao lado do Porto da Barra. O famoso farol
está instalado na Fortaleza de Santo Antônio, construída no século XVII.
Amaralina: No bairro de mesmo nome é esta praia tradicional, caracterizada
por algas que revestem as águas com suas cores particulares em algumas
épocas do ano.
Praia de Ondina: Localizada no bairro de mesmo nome, esta praia distingue-se
pela mudança do mar, que é serena ou desafiante segundo a maré.
Pituba: Uma das maiores praias do litoral norte de Salvador, com boas ondas
do Atlântico para surfar e localizada a 10 quilômetros do centro.
Praia do Jardim dos Namorados: Rodeada por parques e tem uma feira de
artesanato interessante nos finais de semana. Embora não seja adequado para
o banho.
Praia de Itapuã: Ela tem sido a musa das músicas de Vinicius de Moraes,
Dorival Caymmi e Caetano Veloso. Bares alegres próximos ao farol de Itapuã
oferecem cervejas geladas. Os sanduíches de Cira, o famoso acarajé, também
são obrigatórios. Embora durante o dia a praia seja um palco completo,
infelizmente depois do pôr do sol não é o lugar mais seguro para os turistas.
Stella Maris: Localiza-se ao lado de Itapuã e se destaca pela paisagem fresca
de corais e palmeiras.
Flamengo: Última praia ao norte de Salvador, antes de chegar Lauro de
Freitas. Longe do centro, tem um caráter menos urbano do que as outras
praias de Salvador.
Praia do Forte: Chamada pelos moradores da “Polinésia Brasileira”, essa praia
paradisíaca combina incríveis belezas ecológicas (uma amostra da abundante
mata atlântica) com o charme de uma pequena vila de pescadores, localizada a
70 km de Salvador e um dos mais belos passeios que podem ser feitos a partir
da cidade.

Elevador Lacerda
Cartão postal da cidade, este elevador público foi criado no século XIX pelo
engenheiro Augusto Frederico de Lacerda. Com seus 72 metros de altura, o
elevador liga a Cidade Alta com a Cidade Baixa, estando localizado na
estratégica Praça Cairu do distrito de Comércio. De cima dele, você tem uma
vista fabulosa da baía e do mercado de modelos.

Gastronomia

Seja qual for o lugar que você escolher para comer na Bahia, terá acesso a
mais do que uma experiência gastronômica, uma verdadeira experiência
multicultural. Você não pode deixar de saborear alguns dos seus três alimentos
típicos.
A moqueca uma exótica preparação de frutos do mar e peixes com leite de
coco, múltiplos especiarias e óleo de dendê. Casquinha de siri é a carne de
caranguejo servida casquinha do siri e é outra iguaria autêntica da culinária
baiana.
Popular também é o acarajé, sanduíche tradicionalmente vendido pelas
baianas nas ruas e praias da cidade, um tipo de pão com purê de feijão,
recheado com camarão e frito em óleo de palma. O legado português pode ser
apreciado na deliciosa carne com arroz e feijão, além de saborosas sardinhas e
bacalhau.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Turismo na Argentina

Turismo no Amazonas