Turismo no Marrocos – O que você não pode perder?

O Marrocos é um país que está localizado em Magrebe, ao norte da África. Sua geografia é definida por um interior montanhoso e acidentada, por grandes extensões desérticas e um alongado litoral ao longo do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo. Sua capital é Rabat e a maior cidade é Casablanca, com uma população de mais de 34 milhões de pessoas, numa área de 446.550 quilômetros.

Publicidade

A cultura de Marrocos

Tudo é uma mistura de árabes, berberes nativos, africano subsaariano e influência europeia. Sua religião é o islã e as línguas oficiais são o árabe, tamazight. Um dialeto que é o Darija e o francês também são muito falados. Em seus jantares os pratos são trazidos aos poucos e sempre por uma mulher, com uma bacia de metal com sabão no meio, feito de esculturas artesanais e água no meio, para lavar as mãos e uma toalha é oferecida para secar. 

Publicidade

Chá de hortelã, chá verde com hortelã-verde e açúcar são bebidos antes e após as refeições, comem num prato comunitário, com a mão direita, polegar e os dois primeiros dedos e ao fim agradecem dizendo all hamdu lillah que significa graças a Deus e repetem o ritual de lavar as mãos. O que quer que queira comprar no Marrocos prepare-se para negociar, pois, seus valores começam muito altos, tente chegar a um meio termo.  

O turismo 

É um dos setores mais importantes da sua economia marroquina e cada vez mais focado em sua cultura, como as antigas cidades. É a quinta maior economia do continente africano e a sua moeda é o dirham marroquino.  O turismo é também o segundo maior rendimento cambial, após a indústria de fosfato, nessa região. Tudo concentrado em seu litoral, na sua cultura e na história desse país.

Seus lugares imperdíveis 

O Marrocos é cada vez mais procurado por seus turistas, por isso, é possível se planejar uma viagem com visitas em várias dessas cidades e o ponto de entrada é Casablanca. Existem muitos voos que são diretos entre o Brasil e o Marrocos. Seus turistas podem ir para uma cidade mais ao norte, chamada de Fés que conta com um centro muito novo e moderno, incluindo shoppings, avenidas e uma forte influência da cultura ocidental. É indispensável um guia para ajudar em Fés.

Sua capital Rabat

É a capital do Marrocos e a segunda maior cidade desse país, ficando apenas atrás de Casablanca. Sua divisão se dá em duas metades que são completamente diferentes, de um lado uma cidade muito moderna, em seus prédios altos e passeios de metrô e do outro lado uma cidade histórica e muito tradicional, que é cercada por muralhas, muito bem preservada e com seus tradicionais mercados marroquinos.

Visite em Rabat a torre Hassan e em seu pátio fica localizado o mausoléu de Mohammed V, um local de muita importância para os marroquinos e que vale uma visitação. Em sua capital, possui uma boa oferta de praias e por volta das 19h, dê uma passadinha pelo Palácio Real e assista o render da guarda. 

Casablanca, a maior cidade do Marrocos

São mais de 3 milhões de habitantes. É uma cidade de prédios baixos, uma história riquíssima, que une muitas culturas e diversos costumes. Possui também duas grandes Medinas e só servem como moradia. Do farol nessa cidade se pode subir e se deslumbrar dela do alto. A famosa mesquita é Hassan II, considerada um cartão postal da cidade marroquina.

Marrakesh a Cidade Vermelha

Marrakesh é a quarta cidade do Marrocos e mais conhecida como a Cidade Vermelha. É um local que impressiona em seu primeiro contato, com uma modernidade que fica misturada com toda uma tradição de milênios. Sua Medina local encanta quem visita. Hotéis e Resorts formam um complexo turístico próspero. 

Uma cidade que carrega milênios de histórias e em seus museus prevalece muito toda essa história. Não perca a feira que acontece nessa Medina todos os dias a partir das 17h e vai até a madrugada, são oferecidas comidas locais, sucos, especiarias, artesanatos e o famoso chá de Marrocos, é um país islâmico e devido a isso eles não consomem nenhuma bebida alcoólica.

Deserto do Saara

Mais um local imperdível para os turistas e sempre serão encontradas aos montes nesse local famoso. As dunas de Erg Chebi ficam no Deserto do Saara e na parte marroquina, com uma imensidão de areia totalmente isolada e com um acesso às dunas bem facilitado. 

Os turistas podem optar por ficarem alojados numa tenda nesse local, ao invés de irem para um hotel ou albergue ao redor e com isso, viver uma experiência plena nesse local. Há muito que se fazer nessa visita como os passeios de 4×4, muitas visitas em aldeias Berberes vizinhas e outras aventuras nesse deserto.

As montanhas do Atlas

É um local que é sem turistas o ano todo, é como se fosse um escape ás grandes cidades. É a oportunidade de conhecer um Marrocos bem diferente e a aldeia de algodoal se encontra perdida no alto da montanha do atlas e durante alguns meses do ano, fica impossibilitado de se chegar lá, pois, não há estrada e sim, uma pista de montanha que é possível passear de carro normal.  

Um local muito bom para a prática de trekking e caminhadas ao final de março e meados de novembro. Seu governo está investindo em circuitos de trekking e desenvolvendo o seu turismo. É a oportunidade de fugir do agito das grandes cidades e ainda poderão conhecer os Berberes, que são os povos que integravam toda a população original da África antes da chegada dos árabes.

Gargantas do Todra

São grandes canyons que estão localizados a 25 quilômetros da cidade de Tinghir, com uma estrada de acesso que já é maravilhosa e deslumbrante, com belas paisagens ao longo do caminho e a sua vista para um majestoso palmeiral. Não deixe de visitar o Marrocos e conhecer todas as suas belezas, além é claro, de toda a sua história e cultura.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Viagens baratas: conheça algumas dicas para você viajar economizando

Os 10 melhores destinos para viajar com crianças