O turismo restrito na cidade de Urupema

Em Urupema, não há casos de COVID-19. É um dos 295 municípios de Santa Catarina, sem casos confirmados. Santa Catarina já passou de 1 mil mortes e já foram registradas mais de 77 mil casos dessa doença. Após 4 meses desde o início dessa pandemia, ninguém dos quase 2,5 mil habitantes de Urupema foi diagnosticado com o novo Coronavírus.

Há nessa região uma barreira de fiscalização sanitária, que funciona desde março. A temperatura de todos é medida que entram nessa cidade e são dadas orientações sobre o uso de máscaras, que são obrigatórias. Por ser a cidade mais fria, isso pode ter contribuído para uma diminuição do seu turismo em época dessa pandemia. Urupema decidiu por fechar por tempo indeterminado 

Outras medidas também têm sido tomadas, com os locais que são públicos em Urupema, tendo de passar por desinfecção e em media a cada 20 dias, com separação das pessoas que estão com sintomas de gripes, ao serem atendidas na unidade de saúde dessa cidade. Os profissionais de saúde já foram testados e todos deram negativo.

Urupema é uma cidade da serra catarinense e nessa época do ano recebe muitos turistas e foram adotadas diversas medidas restritivas para que seja evitada a propagação do novo Coronavírus, o que deu muito certo, já que essa cidade não registrou nenhum caso dessa doença, segundo o governo de Santa Catarina, que no estado são contabilizados mais de 5,6 mil registros e muitas mortes. 

Descubra Urupema 

Ao passar todo esse pesadelo, essa cidade com certeza voltará com o seu turismo e a espera de muitas pessoas, para uma visita até esse local. É um pequeno município da serra de Santa Catarina e que fica a 200 km de distância de Florianópolis. Nos últimos anos Urupema começou a ter um grande destaque na mídia nacional, ao registrar as temperaturas mais baixas do Brasil.

Não é a toa que esse local é chamado de a cidade mais fria de nosso país. É uma região com poucos atrativos turísticos e que por isso, um dia já é o suficiente para conhecer todo esse local. São cerca de 2.500 habitantes e que foi fundada no ano de 1989 e por isso é considerada como uma cidade nova, já que foi emancipada de São Joaquim.

Sua principal atividade econômica é a agricultura e também a pecuária. Entretanto, nos últimos tempos é o turismo que vêm ajudando a movimentar a economia local. A sua altitude é bem elevada e em 1.425 metros acima do nível do mar, o que pode ser influenciado, num constante registro de suas temperaturas que são baixas, em que é possível encontrar até neve.   

É também uma cidade que começou a chamar a atenção da mídia e dos turistas, há pouco tempo atrás. Isso se deu após a instalação de uma estação meteorológica do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina, que a sua sigla é o CIRAM, que há 3 anos passou a constatar todas as frequências meteorológicas e que são as mais baixas.

O que conhecer nessa cidade 

Há duas atrações que são básicas em Urupema e que são destinados para o turismo local, que são o Morro das Antenas e a Cascata que congela. As duas se encontram a 7 km de distância, antes de chegar ao seu centrinho. Para os viajantes que vierem do município de Rio Rufino pela Rodovia SC-439, pela margem devem se localizar pelas placas que indicarão o caminho para as duas atrações dessa cidade. 

No Morro das Antenas, o visitante poderá subir 1 km numa estradinha de terra em condições precárias, para os turistas se aventurarem ao subirem por essa pequena estrada para uma visita ao topo do morro, que também é conhecido como Morro das Torres, estando situado a 1.750 metros de altitude, sendo um dos pontos mais altos do sul do Brasil.

O cenário é lindo, o que pode compensar toda uma dificuldade na subida desse morro. Após descer uma estradinha, voltando a uma bifurcação inicial, será a vez de visitar uma cascata que congela e dessa vez o carro, se for deverá ficar por ali mesmo, para ir a pé até essa cascata, numa pequena descida que pode medir cerca de 200 metros. Um local que deixa os visitantes maravilhados com tanta beleza. 

Essa cascata que congela é uma pequena cachoeira que está situada aos pés do Morro das Antenas, que costuma ter a sua água congelada durante o inverno, que são com temperaturas muito baixas, sendo dividida em 2 níveis, com o primeiro deles visto ao se chegar por uma estradinha de terra e o segundo acesso por uma pequena trilha que fica no lado esquerdo da cascata, que sempre congela nos dias mais frios.

O seu centrinho é muito pequeno e com duas avenidas que são as principais. Uma delas fica logo na chegada de Urupema e a outra fica perto da Prefeitura, com uma praça central e uma igrejinha. Para os turistas que pretendem viajar para Urupema, saibam que há poucas opções destinadas para as hospedagens e para alimentação. É uma região que suas temperaturas podem chegar a negativos 8.8ºC.

Cascata que congela – Urupema

Uma cidade de inverno rigoroso 

Como já mencionamos anteriormente Urupema é uma cidade gelada. Os seus principais atrativos também são os seus rios de águas claras, os seus campos verdes e os seus pinheiros. Durante o inverno, pode-se ter a ocorrência de neve, com fortes geadas, com as suas cachoeiras e vegetação que é rasteira se transformando em cristais de gelo, trazendo um clima de paz e de tranquilidade para essa cidade.

Suas nascentes de águas limpas e todo o seu tradicionalismo é mantido por uma lida no campo, com torneios de laço, muitos festivais e bailes gaúchos. A sua natureza é muito preservada e com uma paisagem fria que é de encher os olhos dos seus turistas, que podem congelar nos dias que são mais frios do inverno, o que pode proporcionar um grande espetáculo por quem visitar esse local que é bem frio. 

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Viagem após a pandemia e quando será seguro

O que fazer em Paris